Histórico

O Programa de Pós-Graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional – foi aprovado pela CAPES em 2009, inicialmente vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (PEN/UFSC). A proposta elaborada estava voltada à formação de enfermeiras(os) de hospitais de ensino, em colaboração com o Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), portanto, nos processos seletivos foram estabelecidas vagas para enfermeiros do HU/UFSC e de outros hospitais de ensino públicos.

O primeiro processo de seleção ocorreu em novembro de 2009, no qual foram aprovados 12 enfermeiras(os), sendo que o curso propriamente dito, com suas disciplinas obrigatórias e optativas, iniciou no primeiro semestre de 2010. Na medida em que o curso foi se consolidando e tendo em vista a divulgação e procura de enfermeiras(os) por uma formação articulada à prática profissional, foi sendo ampliada a oferta de vagas e atualmente está com 24 vagas no total.

Também visando formar enfermeiras(os) que atuam nos serviços pré-hospitalares, os quais têm uma interface importante com a rede hospitalar, foram inseridos nos critérios de seleção, a partir de 2012, enfermeiras(os) que atuam em hospitais universitários ou instituições de saúde que servem de campo de ensino, públicos, contratualizados ou credenciados pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina e Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina que atuem para o Sistema Único de Saúde (SUS), e em Unidades de atendimento pré-hospitalar móvel (SAMU), desde que exerçam na instituição o cargo de enfermeiro(a). E, para a seleção de 2017, foi ampliado os critérios de seleção para enfermeiras(os) que atuam em instituições de saúde nos diferentes níveis de complexidade da rede pública ou privada.

Desta forma, está se ampliando a possibilidade de formação dos enfermeiros(as) que estão no cotidiano de enfermagem, podendo contribuir também com estes serviços por meio dos trabalhos desenvolvidos no MPENF, bem como se estabelecer mecanismos de interação com outros serviços, atendendo demandas sociais.